faça uma doaçao

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Regressão Intra-Uterina. (RELATO)

Caso de Regressão Intra-Uterina.
Resultado de imagem para Regressão Intra-Uterina.

No período gestacional ou intra-uterino o bebê fica totalmente ligado à mãe sentindo suas emoções e pensamentos nos primeiros meses; ainda não é capaz de distinguir suas emoções das de sua mãe. É por isso muitos comportamentos são originados na gravidez e desencandeiam atitudes posteriores.
Antônia, 29 anos, estudante, queixa-se muito de ser uma pessoa insegura em relação a sua própia vida e suas escolhas e tinha dificuldade de se relacionar com a mãe, dizia que ela sempre a fazia sentir-se inferior a suas irmãs e por isso guardava uma mágoa em relação a isso não sentindo-se suficientemente boa em nenhuma àrea da sua vida pela falta de aprovação da mãe.
Em regressão voltou ao ventre materno se sentindo muito amada e protegida, escutava sua mãe lhe contando histórias e o tempo todo conversando com ela, dizia que a amava muito, que estava ansiosa pra recebe-la, mas fazia planos sobre como ela devia ser, agir e pensar, criava uma realidade em seus diálogos que faziam o bebê sentir–se sobrecarregado, inseguro e com medo de não corresponder às expectativas da mãe.
Na vida adulta esta situação trouxe problemas para a relação das duas porque a paciente desenvolveu uma imensa frustação em relação a sua genitora porque não foi nem de perto a pessoa que a sua mãe imaginou que seria o que não significa que seja uma pessoa ruim, apenas é diferente da filha que a genitora criou em sua visão.
Após a sessão as coisas melhoraram porque a paciente passou a entender que não deveria tentar ser o que não era pra agradar sua mãe, pois isso lhe causava grande sofrimento trazendo–lhe insegurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AJUDE COM UMA DOAÇAO dados para deposito BANCO DO BRASIL agencia 06432 conta 263508

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens populares